PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

Timão tem noite feliz para compensar pesadelo futuro, com o Flamengo

Conteúdo exclusivo para assinantes

Milton Neves

26/07/2021 21h59

Foto: AssCom Dourado/Cuiabá Esporte Clube

Cuiabá 1 x 2 Corinthians.

O Corinthians precisava vencer o Cuiabá nesta noite no Mato Grosso, depois de duas derrotas consecutivas, para Fortaleza (fora) e Galo (em casa).

É sinal de grande melhora?

Claro que ainda não, mas pelo menos o torcedor alvinegro pôde comemorar três pontos e chegar à primeira folha da tabela do Brasileirão, em décimo lugar.

Pena que será uma efêmera alegria, pois no próximo domingo diante do Flamengo, na Neo Química Arena, tudo indica que o time de Parque São Jorge terá de lutar muito para não sofrer um revés tão vexatório quanto o que sofreu o São Paulo…

Está tão na cara que perderá para o Rubro-Negro, mas tão na cara, que vai perder mesmo!

O Timão abriu o placar aos 27 minutos do primeiro tempo.

Fagner, da direita, cruzou para a área, onde estava Adson. Este arrumou com açúcar e afeto para o volante Roni arrematar de bate e pronto, no cantinho direito, rasteiro. Belo gol na Arena Pantanal!

Depois de dez minutos, o segundo gol alvinegro.

Mais uma vez a jogada começou pela direita, com Fagner, que cruzou para Jô. O atacante serviu Adson, que recebeu após belo corta-luz de Roni para marcar seu primeiro tento como profissional do Corinthians.

Foi um primeiro tempo em que o Corinthians aproveitou bem as oportunidades e abriu a vantagem.

Mas no segundo tempo, como acontece em com quase todos os times que abrem dois gols, o óbvio recuo.

O Corinthians "chamou" o Cuiabá, mas de olho em liquidar a fatura em um contra-ataque.

O problema é que o time paulista não dispõe da qualidade suficiente para encaixar esse tipo de jogada…

Então, aos 25 minutos, o Cuiabá marcou com Rafael Elias (o Papagaio), que completou de cabeça o cruzamento de Clayson. A bola ainda tocou em Fábio Santos e Cássio foi indo, foi indo e quando se deu conta a bola já estava no fundo do gol…

Temendo sofrer o empate, o Corinthians se soltou mais, avançando suas linhas e pressionando para tentar o terceiro gol, mas o placar não mudou.

A próxima tarefa do Alvinegro, como já dita, é inglória, contra o Flamengo.

Depois, é torcer para que Giuliano e Renato Augusto deem liga no time de Sylvinho, junto com o garoto Adson, que foi bem na partida.

Terminar este campeonato longe do Z-4 é hoje a maior ambição do torcedor corintiano…

OPINE

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.