PUBLICIDADE
Topo

Milton Neves

Seleçãozinha leva sufoco desnecessário, mas deixa ótima impressão

Conteúdo exclusivo para assinantes

Milton Neves

22/07/2021 10h25

Foto: CBF

Brasil 4 x 2 Alemanha

Francamente, não estava muito animado com o início da seleção brasileira nas Olimpíadas de Tóquio, não.

Principalmente depois do esquisito amistoso da semana passada contra os Emirados Árabes Unidos.

O time sub-23 de nosso país venceu por 5 a 2, é verdade.

Mas passou por um sufoco danado durante o duelo, deslanchando a fazer gols só nos minutos finais.

Por isso, me pegou de surpresa a boa vitória da equipe comandada por André Jardine que vinha se desenhando no primeiro tempo do duelo dos jogos olímpicos.

E logo contra a Alemanha, que sempre teve uma base muito forte.

E o escrete canarinho poderia ter feito muito mais.

O Brasil foi piedoso com os alemães e acabou levando sufoco danado nos minutos finais da partida.

E logo contra eles, que não tiveram dó da gente em 2014…

Mas o fato é que o Brasilzinho hoje poderia ter feito até 71 a 1 que mesmo assim não estaríamos vingados do que aconteceu no Mineirão em 2014.

Para ficar quite mesmo, o escrete canarinho precisa enfiar 7 a 1 na seleção alemã nas semifinais de uma Copa disputada lá na Alemanha.

Enquanto isso não acontecer, ainda não estaremos vingados.

E, por isso, ouso dizer que jamais nos vingaremos deles.

Paciência…

Mas, olha, pode ser que o bi olímpico pinte neste ano, hein?

O time, apesar do sufoco final, é interessante e, aparentemente, está ficando cada vez mais entrosado.

Tomara!

E você, amigo internauta, o que achou da estreia da seleção olímpica?

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.