PUBLICIDADE
Topo

Receba os novos posts desta coluna no seu e-mail

Email inválido
Seu cadastro foi concluído!
reinaldo-azevedo

Reinaldo Azevedo

mauricio-stycer

Mauricio Stycer

josias-de-souza

Josias de Souza

jamil-chade

Jamil Chade

Milton Neves

Enquanto muitos se reforçam, Timão precisa da base para não ser vexame!

Conteúdo exclusivo para assinantes

Milton Neves

12/03/2021 11h41

Rodrigo Varanda, uma das revelações alvinegras. Foto: Rodrigo Coca / Ag. Corinthians

Paira no ar a dúvida enorme sobre como se desenrolará a temporada do futebol no Brasil.

Hoje se faz necessária a paralisação, porque em aglomerações sempre cabe mais um, mas nas UTIs, não.

E o futebol, ainda que tenha certa "bolha" de preservação, movimenta muita gente "de lá pra cá", e apesar de amplas testagens, os riscos são grandes em meio à pandemia em fase pra lá de vermelha.

O surto atual de covid-19 no elenco corintiano, e o que aconteceu há pouco tempo no Santos, são evidências claras que o futebol não é tão infalível no controle de contaminações.

De qualquer forma, os clubes estão se mexendo em busca de reforços.

Palmeiras e Flamengo já são muito fortes, mas podem ainda melhorar em um setor ou outro.

Sorte de Abel Ferreira e Rogério Ceni, que despontam como favoritos a protagonistas ao término da temporada, novamente.

O Galo, que completa 50 anos de jejum no Brasileiro, novamente vai "correr por fora", mas desta vez com um técnico que conhece bem o Maior de Minas.

Trouxe bons nomes, casos do argentino Nacho Fernández, aquele camisa 10 que todo time precisa e o lateral Dodô. E estou curioso para ver Hulk jogando no time da Massa, acho que vai ornar!

Mas, e o Timão?

Sem dinheiro para reforços, a situação do Alvinegro desperta preocupação.

No ano passado, a chegada de Vagner Mancini livrou o time de um provável rebaixamento.

Será a base corintiana, a garotada que foi escalada às pressas por conta do surto de covid-19 no elenco, que poderá, pelo menos, minimizar o sofrimento da Fiel.

Será que o Corinthians passará por muitos "perrengues" neste ano?

Ou será a base a tábua de salvação?

OPINE!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.