PUBLICIDADE
Topo

Tirando dos ricos para dar aos pobres, SP sofre da 'Síndrome de Robin Hood'

Milton Neves

22/11/2020 18h08

Foto: Rubens Chiri/São Paulo

São Paulo 1 x 1 Vasco 

O são-paulino que estava esperando uma grande vitória diante do Vasco para coroar o bom momento do Tricolor ficou extremamente frustrado.

Afinal, o após três "sapatadas" no badalado Flamengo, bater o Cruzmaltino seria mole, mole, não é mesmo?

Nada disso…

O Gigante da Colina se comportou como time pequeno, "estacionou um ônibus" na frente do gol defendido por Lucão e conseguiu segurar o empate em 1 a 1 no Morumbi.

E o resultado de hoje faz com que quem passou a apontar o time dirigido por Fernando Diniz como favorito ao título brasileiro repense o seu palpite.

É que time que quer ser campeão não pode desperdiçar pontos assim em casa.

Por mais que a turma que lidera a competição também esteja tropeçando desta forma.

Pensando bem, será que o São Paulo está nesta temporada sofrendo da "Síndrome de Robin Hood"?

Ou seja, está tirando pontos dos poderosos e entregando para as equipes mais frágeis?

Ora, é preciso ter criatividade para superar indecentes retrancas também!

Mas o empate não muda o status alcançado pelo grupo de Diniz nas últimas semanas.

O São Paulo segue sendo o time do momento do futebol brasileiro.

Ceará 2 x 2 Atlético-MG

Mas não foi só o Tricolor que tropeçou nesta rodada, não.

O Atlético-MG também foi mal contra o Ceará lá no Castelão e apenas empatou: 2 a 2.

A Covid-19 realmente afetou profundamente o grupo dirigido por Sampaoli, que terá que correr atrás do prejuízo nas próximas rodadas.

Afinal, era para o Galo estar disparado na liderança.

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.