PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras mostra falta de personalidade ao contratar português

Milton Neves

30/10/2020 20h10

Depois de quatro "nãos", o Palmeiras, enfim, conseguiu anunciar o seu tão sonhado técnico estrangeiro.

Se trata de Abel Ferreira, português que já vinha sendo amplamente especulado no Verdão nos últimos dias.

Ele estava no PAOK, da Grécia, onde conseguiu eliminar o Benfica de Jorge Jesus na pré-Champions.

Dará certo?

Isso só Deus e os pouquíssimos analistas que acompanham o futebol grego que sabem.

Mas uma coisa que me espanta é a falta de personalidade e de visão do Palmeiras quando de buscas de técnicos.

Nos últimos anos, o Verdão trouxe figurões consagrados como Cuca, Felipão, Luxemburgo e Mano Menezes, ou técnicos que estavam começando a ter certo prestígio nacional, como Marcelo Oliveira, Roger Machado e Eduardo Baptista.

Contratações que qualquer garoto que jogue vídeo game faria.

Aí, em 2017, para "inovar", tentou reproduzir o sucesso do Corinthians com Carille efetivando Alberto Valentim.

Agora, em nova tentativa de "inovação", o Palmeiras visa imitar o êxito flamenguista com Jorge Jesus buscando um técnico português.

Que falta de personalidade…

O futebol não é tão simples assim para você obter sucesso apenas reproduzindo o que os outros fazem por aí.

Para contratar um técnico, é preciso estudar bem diversos fatores (seu elenco, dinâmica de trabalho do profissional, metas, etc) para, aí sim, fazer a escolha certa.

Os dirigentes palmeirenses precisam ter mais personalidade na hora de buscar seus "professores"

E, além disso, paciência com os mesmos quando eles são contratados.

Caso contrário, o Alviverde seguirá batendo lata nos próximos anos.

Ah, e boa sorte, Abel Ferreira.

E que o "moedor de técnicos" verde e branco não te destrua tão rápido quanto esmagou Vanderlei Luxemburgo, dono da melhor campanha da fase de grupos da Libertadores da América.

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.