PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Corinthians x Flamengo: grande risco de “tilt” no VAR

Milton Neves

18/10/2020 04h00

Todo grande clássico brasileiro recebe um nome.

Gre-Nal, Dérbi Paulista, Fla-Flu, Majestoso, Clássico dos Milhões, Ba-Vi, Re-Pa, San-São…

E como seria o nome do clássico entre Corinthians e Flamengo?

Honestamente, não conhecia, mas em rápida pesquisa encontrei aqui que o duelo recebe o nome de "Encontro das Nações".

Mas eu tenho umas outras sugestões para o batismo dos jogos envolvendo as duas maiores torcidas do Brasil.

Que tal "Encontro dos Reis do Apito"?

Ou preferem "Clássico Apito & Amigo"?

Ou até mesmo "Queridinhos do VAR" ficaria legal, não é mesmo?

Ah, gente, e na partida de hoje entre Timão e Fla, que acontecerá na Neo Química Arena, o pessoal precisa checar mil vezes o software do árbitro de vídeo, hein?

Afinal, a chance de dar "tilt" na máquina é enorme.

"A quem eu devo ajudar?", pensará o computador algumas vezes durante os 90 minutos.

Bom, mas falando sério, é claro que muita gente apontará o Mengão como favorito para o duelo contra o Alvinegro do Parque São Jorge.

Mas, hoje, eu vou remar contra a maré.

Aposto em vitória por 1 a 0 para a agremiação paulista.

O motivo?

É que o Flamengo anda "pipocando" muito contra equipes desesperadas na tabela de classificação.

Já não merecia a vitória contra o Goiás.

Deveria ter perdido contra o Bragantino.

Agora, enfim, sucumbirá diante do Coringão, que seguirá com sua volta por cima sob o comando de Vagner Mancini.

E, assim, o caminho ficará ainda mais livre para o Galo Mais Lindo do Mundo vencer o Brasileirão após 49 anos.

E você, amigo internauta, o que espera para o duelo envolvendo Corinthians e Flamengo?

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.