PUBLICIDADE
Topo

Histórico

O Flamengo, que está “euricando”, é o clube mais antipático do Brasil!

Milton Neves

28/09/2020 09h34

Que rolo enorme nesse final de semana, hein, minha gente?

O Flamengo, que já tinha fugido do Sport em 1987, tentou de todo jeito escapulir do Verdão no domingo.

Mas, dessa vez, não teve sucesso.

Só que, no frigir dos ovos, quem "não entrou em campo" foi o Palmeiras.

Afinal, foi péssimo para o time de Luxemburgo o empate diante dos "fraldinhas" da Gávea.

Mas, ainda assim, o mico maior foi o do Rubro-Negro.

Pegou muito mal essas insistência toda em não entrar em campo após passar meses enchendo os picuás pelo retorno do futebol e, agora, pela volta da torcida aos estádios.

Ora, gente, cada um defende o seu lado, é claro.

Só que é preciso pelo menos ter coerência, não é mesmo?

A diretoria do Fla anda pisando tanto na bola que está fazendo até com que o futebol brasileiro sinta saudades de Eurico Miranda.

E, com essa arrogância toda, o Mengão só conseguiu se tornar o time mais antipático do Brasil.

O que o clube ganha com isso?

Difícil de explicar…

E o mais engraçado de tudo é que o Flamengo se sente hoje o dono do futebol brasileiro por ter tido recentemente um curtíssimo período de muito sucesso sob o comando de Jorge Jesus.

Aliás, o Rubro-Negro hoje em dia passa muito longe de ser o melhor time de nosso futebol.

Pela ordem, o primeiro da atualidade é o Clube Atlético-MG – o melhor, inclusive, da América do Sul – , seguido por Palmeiras – sim, apesar dos empates -, Santos, São Paulo e Internacional.

E Fla vem apenas depois dos citados acima.

Então, Mengão, vamos baixar a bola!

Você não vai tirar nenhuma vantagem nessa incompreensível luta para ser o time mais antipático e detestável do Brasil.

É melhor deixar esse "título" com o meu querido e amado Corinthians!

Certo?

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.