PUBLICIDADE
Topo

Hoje, Corinthians terá que jogar como time grande, algo que não faz há anos

Milton Neves

02/08/2020 09h00

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Como é que o Corinthians conseguiu chegar até as semifinais do Campeonato Paulista?

Quem der a melhor resposta para esta pergunta ganhará um doce beijo de Mauro Cabeleira Beting na testa.

É realmente muito complicado entender como um time que estava com um pé na Série A2 conseguiu vencer os seus três últimos jogos e agora se apresenta como um dos favoritos ao título do Paulistão.

Mas vale ressaltar que, contra o Palmeiras e contra o Oeste, as vitórias foram para lá de lotéricas.

Contra o Bragabull até que foi merecida…

Além disso, desde o retorno do futebol, o Corinthians sempre jogou com a "corda no pescoço".

Sempre como franco atirador.

E agora, como se portará como favorito diante do milagroso Mirassol, que eliminou o São Paulo mesmo perdendo 18 jogadores durante a paralisação do futebol?

Isso pode, sim, mexer da cabeça do grupo alvinegro, já acostumado a "fechar a casinha" e jogar de forma reativa.

Hoje, terá que jogar como time grande!

Algo que, pensando bem, não faz há anos…

Mas, mesmo assim, creio que o estoque de milagres do Mirassol acabou lá no Morumbi.

Em Itaquera, mesmo que seja com muitas dificuldades e por deméritos do rival, dará Timão na cabeça novamente: 2 a 1.

E lá no Allianz Parque?

A tarefa do Palmeiras, pelo que tenho sentido, será um pouco mais tranquila.

Mas, como já venho cobrando desde o meio de semana, para o Verdão não basta vencer.

Precisa também convencer a já irritada torcida alviverde.

Caso contrário, o time irá com pouco moral para o Dérbi que está se desenhando na final do Paulistão.

Palpite: Palmeiras 3 x 1 Ponte Preta.

E você, amigo internauta, o que espera para os jogos deste domingo?

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves