PUBLICIDADE
Topo

Quietos na pandemia, SP e Peixe darão o que falar na reta final do Paulista

Milton Neves

15/07/2020 04h00

Fotos: Rubens Chiri/São Paulo e Ivan Storti/Santos FC

A bola, que ficou parada no Brasil pouco mais de três meses, está voltando a rolar.

No Rio já voltou.

E em outros estados, como São Paulo, não demorará.

E, mesmo com a bola parada, tivemos clubes paulistas rendendo boas manchetes aos jornais e portais todo santo dia.

Caso do Corinthians, enrolado até o pescoço em dívidas, toda hora com uma notícia negativa pintando diretamente do Parque São Jorge.

O Palmeiras também não esteve esquecido durante a paralisação do futebol.

A longa novela envolvendo Dudu, com muitos capítulos sobre a sua vida pessoal e outros sobre a sua vida profissional, colocou o Verdão em evidência durante quase toda a pandemia.

O "caso Rony" veio já no fim da paralisação, para irritar ainda mais os palmeirenses.

Mas teve clube paulista bem, mas bem quietinho durante este período de pandemia (pandemia que não acabou e, pelo visto, demorará a acabar).

O São Paulo, por exemplo, que já tinha vendido Antony em fevereiro, não ganhou muitas manchetes, negativas ou positivas, durante a quarentena.

O mesmo aconteceu com o Santos, que se manteve bem quietinho no mercado da bola, tanto para compras quanto para vendas (Evandro e Bryan Ruiz já não faziam parte dos planos de Jesualdo).

E agora sinto que a dupla San-São, que comeu quieto como mineiro nessa parada da bola, acabará surpreendendo na reta final do Paulistão.

Afinal, o sacaneado Santo André, infelizmente, já é carta fora do baralho.

O Palmeiras, sem Dudu e Rony, perderá muita força e, ao que tudo indica, demorará a encontrar um novo padrão de jogo com as ausências de dois de seus principais atletas.

O Timão, além de não conseguir a classificação, é provável que seja rebaixado.

Enquanto isso, São Paulo e Santos não tiveram perdas significativas, têm técnicos que começavam a embalar pré-pandemia e possuem peças experientes em seus elencos que podem crescer nos momentos decisivos.

Portanto, podem anotar.

O Tricolor e o Peixe, pouco comentados durante a parada da bola, darão o que falar na reta final do Paulistão.

Concorda?

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves