PUBLICIDADE
Topo

Jesus precisa entender que deve mais ao Fla do que o Fla deve a ele

Milton Neves

08/07/2020 04h00

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Pouco mais de um mês atrás, fiquei aliviado com o final feliz da novela envolvendo a renovação de contrato de Jorge Jesus com o Flamengo.

Afinal, essa história, cheia de reviravoltas, já tinha cansado.

E fiquei feliz também porque torço para que tenhamos sempre um futebol brasileiro de alto nível.

Mas, olha, não esperava que pouquíssimo tempo depois já estaríamos novamente ouvindo burburinhos sobre o possível retorno de Jorge Jesus para a Europa.

Novamente, o clube que tem o técnico na mira é o Benfica, onde Jesus foi por três vezes campeão português entre 2009 e 2015.

Bom, honestamente, creio que não dará em nada e o português seguirá na Gávea.

Mas aposto que uma nova chatíssima novela começará, com o técnico fazendo um drama danado, ouvindo apelos desesperados de flamenguistas implorando pela sua permanência, etc.

Aí a novela chegará ao fim não com o técnico recusando a proposta, mas sim com o Benfica acertando com outro comandante.

Sabem o motivo?

Acontece que, no ano passado, Jesus só veio ao Brasil, onde quase acertou com o Vasco e com o Atlético-MG antes de fechar com o Flamengo, porque não tinha mais mercado na Europa.

Por isso, hoje, claro, ele pode dizer que fez realmente muito pelo Fla.

Mas precisa entender também que o Fla, com toda estrutura e time galáctico cedidos, fez muito mais pela carreira dele, que respirava por aparelhos até a metade do ano passado.

E para ficar com essa ladainha todo mês, caro Jorge Jesus, é melhor pegar suas coisas e voltar para a Terrinha.

Como a gente diz lá em Muzambinho, ou faz ou desocupa a moita, sô!

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves