PUBLICIDADE
Topo

Zico coloca dois históricos técnicos do Flamengo acima de Jorge Jesus

Milton Neves

06/07/2020 04h00

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A gente vê no mundo do futebol hoje em dia cada perna de pau mais mascarado que o Zorro, não é verdade?

Ah, se eles jogassem 1% do que pensam que jogam…

Mas os Deuses da Bola compensam com craques – mas craques MESMO – do passado com a mesma humildade de um garoto que está surgindo na base de um time pequeno ou médio.

E no quesito humildade, creio, ninguém ganha de Arthur Antunes Coimbra, o Pelé da Gávea.

No último domingo, Zico deu uma colher de chá e bateu delicioso papo comigo e com Guilherme Cimatti no "Domingo Bandeirantes".

Um clima para lá de descontraído, com ele puxando sardinha para o lado do Flamengo e eu relembrando as históricas operações realizadas pelo apito rubro-negro para cima do meu Galo Mais Lindo do Mundo.

Mas, é claro, falamos sério também.

E o Galinho ficou realmente sério quando Guilherme Cimatti perguntou a sua opinião sobre os R$ 10 reais cobrados pelo Flamengo para o torcedor acompanhar online à partida contra o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio, realizada ontem, que acabou não vingando por problemas técnicos na plataforma MyCujoo.

"A questão dos R$ 10, o Flamengo fez um projeto espetacular, é uma liberdade, carta de alforria para os clubes essa medida provisória, acho importantíssimo. O que eu achei é que o sucesso foi tão grande no jogo de quarta-feira que eu acho que eles não deveriam ter se preocupado, eu entendo, já fiz Copa Amizade pela plataforma, tem a questão dos pagamentos, mas eu acho que o clube deveria arcar com isso e dar oportunidade. E explicar antes e não depois da cobrança. Não era o momento de cobrar os R$ 10. Entendo o profissionalismo, mas acho que o Flamengo tomaria uma medida importante, principalmente em que as pessoas estão em casa, com dificuldade financeira, todo mundo ajudando todo mundo. Acho que não era a hora, mesmo sendo semifinal. Não é uma coisa que mudaria a história do Flamengo se eles não cobrassem hoje", comentou Zico.

E Zico, como tem mais do que ninguém moral para falar do Flamengo, respondeu também sobre outro assunto polêmico.

Perguntando por Bernardo Ramos, o Galinho disse que ainda não considera Jorge Jesus como o maior técnico da história do Fla, colocando dois históricos nomes do clube da Gávea acima do português.

"Eu acho que não. [O melhor técnico da história do Flamengo] acho que ainda é o Carpegiani e o [Cláudio] Coutinho, que montaram aquela equipe fantástica de 81 que ganhou o maior número de títulos da história do Flamengo. Aquele período, de 78 a 83, o Flamengo ganhou mais títulos do que havia ganho em toda a sua história. Então para mim ainda são esses dois. E o Carpegiani é o único campeão mundial", analisou o Pelé da Gávea.

 

No player abaixo, você confere a entrevista completa de Zico no "Domingo Bandeirantes":

E aí, você tem coragem de discordar do Galinho? (Risos)

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves