PUBLICIDADE
Topo

A Libertadores-12 foi incrível, mas o Paulista-77 é o maior título do Timão

Milton Neves

04/07/2020 04h00

Fotos: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians e divulgação

Exatamente oito anos atrás eu vivia um dos dias mais tristes da minha vida.

Pois é, foi no dia 4 de julho de 2012 que enterrei a minha piada preferida no mundo do futebol.

Afinal, existia algo mais maravilhoso do que encerrar qualquer discussão com um corintiano com a pergunta: "Tá, mas e a Libertadores, vão ganhar quando?".

E eles realmente ganharam com o maravilhoso e seguro time de Tite, com Cássio pegando tudo e Emerson Sheik resolvendo lá na frente.

E contra o Boca Juniors, grande carrasco de times brasileiros.

Foi realmente um título para ninguém botar defeitos.

 

Mas eu não concordo com muitos corintianos, principalmente os mais jovens, que dizem por aí que a Libertadores de 2012 foi o título mais importante da história do Timão.

Hoje os Estaduais valem muito pouco ou quase nada, é verdade.

Estão, inclusive, ainda mais ameaçados agora com a Globo tirando o time de campo.

Mas São Paulo jamais viu festa igual àquela que aconteceu no dia 13 de outubro de 1977.

O chorado gol de Basílio foi o verdadeiro libertador dos corintianos, que durante 23 anos serviram como saco de pancadas dos maravilhosos Santos de Pelé e Palmeiras de Ademir.

Portanto, moçada, não sejamos injustos com a história da bola.

E entendam que, naquela época, ganhar um Paulista, com os maravilhosos times que tínhamos por aqui, era como vencer uma Champions League.

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves