PUBLICIDADE
Topo

Nada de Klopp ou Guardiola: o melhor técnico do mundo é Diego Simeone

Milton Neves

28/06/2020 04h00

Foto: Divulgação

Para muitos, o resultado da disputa entre Liverpool e Manchester City na reta final do Campeonato Inglês decidiu também a "briga" pelo posto de melhor técnico do mundo na atualidade, com Jürgen Klopp levando a melhor sobre o espanhol Pep Guardiola.

Para outros, mesmo com o fracasso do City, o clube de Manchester segue jogando o futebol mais vistoso do planeta, e por isso Guardiola ainda leva vantagem diante de Klopp.

E, honestamente, não gosto de ser "do contra" (risos).

Mas, nessa disputa, não escolho nem um, nem outro.

Para mim, o melhor técnico, não só da atualidade quanto dos últimos tempos, se chama Diego Simeone.

Sim, minha gente, é muito fácil ser um "novo Rinus Michels" tendo à disposição craques como Aguero, De Bruyne e Sterling, como no caso do City, ou como Firmino, Salah e Mané, como no caso do Liverpool.

Difícil mesmo é roer o osso com refugos que não vingaram nos grandes da Europa ou com jovens promessas, como muito bem faz Simeone no Atlético de Madrid.

E já são nove anos no comando do segundo time da capital espanhola, algo raríssimo no disputado futebol europeu.

Neste período, Simeone conquistou com a equipe espanhola, que nunca foi tão acostumada a levantar taças, dois títulos da Liga Europa, duas Supercopas da Uefa, um Campeonato Espanhol, uma Copa do Rei e uma Supercopa da Espanha.

Incrível!

Isso sem contar as duas finais de Liga dos Campeões que o Atlético perdeu nos detalhes para o Real.

Pecado…

E muitos desmerecem o trabalho do técnico argentino pelo estilo de jogo apresentado pelo seu Atlético de Madrid.

Ora, cada um usa as armas que tem.

Para bater um rival superior, você precisa jogar com cautela e aguardar o erro do adversário.

Foi assim que a equipe espanhola desbancou o favorito Liverpool na Liga dos Campeões deste ano.

E muito se fala em abrir brecha para que um técnico estrangeiro possa treinar a seleção brasileira.

Acho justíssimo.

Mas nada de Jorge Jesus ou Sampaoli.

Eu, se fosse presidente da CBF, faria de tudo para contratar Diego Simeone para o lugar de Tite.

E você, concorda?

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves