PUBLICIDADE
Topo

Seis anos sem Marinho Chagas, o maior lateral-esquerdo do mundo

Milton Neves

01/06/2020 20h27

"Ô, Milton Neves, você não está esquecendo do Nilton Santos ao colocar o Marinho Chagas como o melhor lateral-esquerdo da história?".

Eu conheço vocês, meus nobres internautas, que vivem dizendo, quando faço listas, rankings, etc., que esqueci desse ou daquele jogador.

E sei que vocês vão, claro, falar que é absurdo não colocar a "Enciclopédia do Futebol" no primeiro lugar dos melhores laterais esquerdos da história.

Honestamente, para mim, o páreo é duríssimo.

Afinal, Nilton Santos está realmente na seleção de todos os tempos de grande parte dos competentes historiadores do futebol.

Mas, na minha, eu escalo Marinho Chagas, que nos deixou há exatos seis anos, no dia 1º de junho de 2014.

Marinho foi revolucionário, acabando com aquele estigma de que lateral precisava ser bom principalmente na defesa, forte, não ousado…

Ele foi o único da posição a receber nota 9,99.

Na sequência, vem Nilton Santos, com nota 9,16.

Depois dele, Roberto Carlos, nota 8,99.

Júnior ganha 8,87 (e, por falar em 87, é sempre bom lembrar que 87 é do Sport).

E Wladimir fecha o meu top 5 com nota 8,51.

Certo?

Mas o certo mesmo é faz exatamente seis anos que o nosso "Bruxa" faz uma falta danada.

O conheci muito bem, em minhas diversas idas a Natal-RN, e me impressionava a simplicidade e ingenuidade de Marinho.

Era quase um Garrincha, exagerando um pouquinho, no campo, na cabeça de passarinho e, infelizmente, no copo.

Mas, com certeza, pela imensa bondade com a qual tratava a todos aqui na terra, Marinho está curtindo o seu cantinho lá no céu.

E relembremos a sua incrível carreiras nas emocionantes fotos abaixo:

Da direita para a esquerda: Piazza, Leão, Luís Pereira, Marinho Peres, Rivellino, Carpegiani, Marinho Chagas, Nelinho, Leivinha e Edu

 

Foto enviada por e-mail por Valdir Líbero

Da esquerda para a direita, Valtinho, Marinho Chagas, Tiago e Desidério. Foto enviada por Adriano Marinho

 

Em jogo beneficente organizado pelo executivo José Tomás Alexandre Colli, da Magazine Luiza. Foto: 2012

 

Enquanto Milton Neves brinca com o mascote do ABC, Marinho e Alberi observam ao fundo

 

Marinho Chagas foi destaque na ala desta equipe.

 

Esquadrão que marcou época no futebol nordestino.

 

Equipe do ABC de Natal

 

Da esquerda para a direita: Alberi, Milton Neves, Marinho Chagas e Aldenilton.

 

Da esquerda para a direita: Aldenilton, Alberi, Poti Jr. e Marinho Chagas.

 

Marinho Chagas esteve com Milton Neves, quando o mesmo recebeu o título de Cidadão Natalense

 

 

 

 

 

 

 

 

Marinho Chagas, na oportunidade em que Milton Neves recebeu o título de Cidadão de Natal

 

Marinho Chagas esteve na sessão em que Milton Neves se tornou Cidadão Natalense

 

A foto autografada de Marinho com a camisa do São Paulo

 

 

Marinho posa para a foto abraçado com um garoto, enquanto Milton Neves observa sorrindo

 

Na imagem, Marinho Chagas aparece em frente ao ônibus do ABC, na oportunidade em que Milton Neves foi receber seu título de Cidadão Natalense

 

Na imagem, em primeiro aparece Marinho Chagas, enquanto Milton Neves está em terceiro

 

Da esquerda para a direita, o primeiro é Milton Neves, Enquanto o terceiro é Marinho Chagas

 

Encontro de ex-jogadores do São Paulo, em 2004. Da esquerda para a direita, o segundo é Marinho Chagas, o quarto é Valtinho e o último é Getúlio. Foto enviada por Adriano Marinho

 

Marinho Chagas no lançamento do projeto Sebrae 2014

 

Em primeiro plano o apresentador Chacrinha, seguido por Galvão Bueno, que entrega o prêmio para o lateral-esquerdo Marinho Chagas e ao fundo a chacrete Rita Cadilac. Foto: Revista Placar

 

Vejam Marinho Chagas e o massagista da Seleção Brasileira Mário Américo, em um dos treinos do Brasil na década de 70. Foto enviada por Mário Américo Netto

 

A filial da TV Bandeirantes no Rio Grande do Norte produziu a foto do ex-lateral e hoje comentarista.

 

Marinho Chagas com a camisa do Cosmos, equipe americana que jogou o Rei Pelé.

 

Marinho Chagas brincando com a bola e empunhando a camisa alvinegra do ABC

 

Em junho de 2010, Marinho Chagas foi entrevistado por Rodrigo Levino, da Revistra Trip. E uma das belíssimas fotos publicadas do arquivo do jogador, foi essa, do ex-lateral com a camisa do Botafogo/RJ.

 

Sebastião (Didi) e Marinho, em 21 de mulho de 2010. Foto enviada por Sebastião (Didi), taxista que trabalha em São Paulo e estava na capital Potiguar

 

Sebastião (Didi) e Marinho, em Natal, no dia 18 de julho de 2010. Foto enviada por Sebastião (Didi), taxista que trabalha em São Paulo e estava na capital Potiguar

 

Marinho em 18 de julho de 2010, na cidade de Natal-RN. Foto enviada por Sebastião (Didi), taxista que trabalha em São Paulo e estava na capital Potiguar

 

Nos anos 70, o "Garrincha da lateral-esquerda" e em novembro de 2010, em Natal-RN

 

A foto é de Canindé Soares e mostra como Milton ficou emocionado ao ver Marinho Chagas, em Natal, em novembro de 2010.

 

Marinho Chagas, João Ubaldo Ribeiro e Milton Neves, em Natal, em novembro de 2010.

 

Um dos melhores laterais brasileiros em todos os tempos

 

 

 

 

 

Marinho Chagas recebe o carinho de Milton Neves. Ou será que MN recebe o carinho de Marinho?

 

Milton Neves e Marinho Chagas participam do Jogo Aberto no Rio Grande do Norte, em 19 de novembro de 2010.

 

Marinho Chagas, Milton Neves e Aberi. A foto é de Sandra Melo e e foi tirada em Natal, em novembro de 2010.

 

Marinho Chagas, Milton Neves e Aberi. A foto é de Sandra Melo e e foi tirada em Natal, em novembro de 2010.

 

Da esquerda para a direita: Alberi, Milton Neves, Danilo Menzes e Marinho Chagas. A foto é de Sandra Melo e foi tirada em Natal, em novembro de 2010.

 

Em pé: Aranha, Marinho Chagas, Figueroa, Beto, Leão e Piazza. Agachados: Osni, Alberí, Zé Roberto, Ademir da Guia e Paulo Cézar Caju.

 

Alberi, Milton Neves, Danilo Menezes e Marinhos Chagas. Foto: Canindé Soares

 

Alberi, Marinho Chagas e Danilo Menezes, jogadores veteranos. Foto: Canindé Soares

 

Ivana Negrão apresentadora do Jogo Aberto, Milton Neves e Marinho Chagas. Foto: Canindé Soares

 

 

Marinho Chagas troca sorrisos com o presidente da República Ernesto Beckmann Geisel antes do Mundial de 1974, disputado na Alemanha.

 

Nilton Santos, Paulo Victor e Marinho Chagas em foto de 2001

 

Na foto, pela decisão de 3º e 4º colocados na Copa de 1974, vemos Marinho Chagas e o polonês Lato. A imagem, clicada por J. B. Scalco, foi publicada pela revista Placar em 1977

 

 

O sorriso de Marinho Chagas é inconfundível. A foto é de 2005 e foi tirada durante festa de veteranos do SPFC

 

Esta sequência de fotos mostra o pequeno Marcelo, filho de Marinho Chagas, tentando chutar a bola.

 

Marinho Chagas brinca com o seu filho Marcelo

 

Ao lado do filho, zagueiro foi capa da Revista Manchete em 1978

 

Em pé: Piazza, Marinho Chagas, Clodoaldo, Wendell, Renato, Leão, Paulo César Caju, Dirceu, Leivinha, Luis Pereira e Zé Maria. Sentados: Valdomiro, Marco Antônio, Moisés, Carbone, Edu, Dario, Rodrigues Neto, Rivellino, Chiquinho Pastor, Jairzinho e Palhinha

 

A Seleção Brasileira disputou um amistoso contra a Tchecoslováquia, em 7 de abril de 1974. O time se preparava para a Copa da Alemanha. O resultado foi 1 a 0 para o Brasil, gol de Marinho Chagas. Em pé: Zé Maria, Marinho Chagas, Wendell, Luís Pereira, Piazza e Carbone. Agachados: Mário Américo, Jairzinho, Paulo César Carpegiani, Mirandinha Ademir da Guia, Edú e Nocaute Jack. Foto enviada por Walter Roberto Peres e publicada na Revista Placar

 

Vejam o Botafogo de 1973, em foto da revista Manchete. Em pé, da esquerda para a direita: Miranda, Wendell, Osmar, Brito, Marinho Chagas e Carlos Roberto. Agachados: Zequinha, Marco Aurélio, Fischer, Jairzinho e Dirceu. Quem nos enviou a foto foi Walter Roberto Peres.

 

Marinho, Mário Trigo e o então presidente Geisel. A foto-relíquia é do livro "O Eterno Futebol", autobiografia do saudoso Mário Trigo, dentista da seleção nas vitoriosas campanhas da Suécia, Chile e México.

 

Da esquerda para a direita: Poy, Dario Pereyra, Julio Iglesias e Marinho Chagas.

 

Julio Iglesias vestiu nesse dia a camisa 1 de Waldir Peres. De costas, vemos a cabeça e o perfil do ex-volante Almir. Ele é seguido, no sentido anti-horário, por Marinho Chagas, de corrente. Poy está com o agasalho tricolor. No fundo, Barbirotto aparece de camisa azul, sorrindo. Do lado esquerdo dele está o zagueiro Oscar.

 

E veja acima fotos de um dia especial na vida de Barbirotto. Da esquerda para a direita: José Carlos Serrão, Oscar, pessoa não identificada, Julio Iglesias, Poy e Barbirotto. No fundo vemos Renato Pé Murcho, Marinho Chagas, Zé Sérgio e Dario Pereyra.

 

 

Esse Marinho foi sensacional.

 

Aí, está Marinho Chagas, no auge, em 74. Foto enviada pelo internauta Walter Roberto Peres.

 

São Paulo de 1981. Em pé: um membro da comissão técnica, Waldir Peres, Getúlio, Almir, Darío Pereyra, Gassem e Marinho Chagas. Agachados: Hélio Santos (massagista), Paulo César Capeta, Renato, Serginho, Heriberto e Mário Sérgio

 

Esta foto ilustrou um calendário comemorativo do São Paulo aos seus 46 anos de vida, em 1981. Em pé estão Waldir Peres, Getúlio, Oscar, Dario Pereyra, Almir e Marinho Chagas; agachados vemos Paulo Cesar, Renato, Serginho, Mário Sérgio e Zé Sérgio

 

Vejam o Fluminense posando para foto na Nigéria antes de partida amistosa em 1978. O Tricolor contou, inclusive, com a presença de Pelé naquele dia. Da esquerda para a direita vemos Paulo Emílio, Marinho Chagas, Miranda, Renato, Gildásio, Arthurzinho, Dário, Geraldão, Gilson Gênio, Edevaldo, Pelé e Rubens Galaxie

 

Reprodução de uma hipotética seleção pernambucana que faria qualquer torcedor se emocionar. Em pé Manga, Marinho Chagas, Ricardo Rocha, Zequinha I, Zequinha II e Rildo; agachados temos Almir, Ademir, Vavá, Givanildo e Rinaldo

 

Givanildo (à esquerda) ao lado de Marinho Chagas. Com a camisa da seleção fez 12 jogos entre 1976 e 1977 com nove vitórias, dois empates e uma derrota

 

Em Dallas, em 1994, logo após a vitória do Brasil sobre a Holanda, 3 a 2, pela Copa dos Estados Unidos. Antes de jantar com a equipe da Jovem Pan, Milton Neves encontrou Marinho Chagas (o último à direita) passeando pelas ruas norte-americanas

 

Marinho Chagas e Dinho: dois campeões vestindo a camisa tricolor.

 

 

O ex-lateral-esquerdo Gualberto, Jaimão e Marinho Chagas

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 1981, o cantor espanhol Julio Iglesias (que já foi goleiro do Real Madrid) visitou o São Paulo FC, no Morumbi. Da esquerda pra direita, na primeira fileira, estão: Flavinho (lateral-direito das divisões de base que não emplacou), Renato Pé Murcho, Paulo César Capeta, Teodoro, Oscar, Marinho Chagas, Julio Iglesias, Dário Pereyra, Poy, Toínho, Waldir Peres, Nelsinho e Barbirotto. Na segunda fileira você confere: Luiz Fernando, Tatu, Almir, Edel, Heriberto, Serginho Chulapa, Jaiminho, Everton e Gassen. Sentados, na última fileira, estão: um integrante da comissão técnica, Mário Sérgio, Carlinhos Maracanã, Zé Sérgio, Élvio, o massagista Hélio Santos e Getúlio

 

Em pé, da esquerda para a direita: Zé Maria, Leão, Marinho Peres, Alfredo, Paulo Cesar Carpegiani, Marinho Chagas e Admildo Chirol (preparador físico). Agachados: o massagista Mário Américo, Valdomiro, Ademir da Guia, Jairizinho, Rivellino, Dirceu e Nocaute Jack. Fonte: Revista "O Mundo do Futebol"

 

Em novembro de 2010, em Natal-RN, Milton Neves, Alberi e atrás, o inesquecível Marinho Chagas (1952-2014). Foto enviada por Thertuliano

 

No dia 8 de março de 1977 jogadores da seleção brasileira receberam do então Ministro do Trabalho, Arnaldo Prieto, carteiras de trabalho como jogadores profissionais. O ex-lateral Marinho Chagas recebendo sua carteira.

 

Botafogo em 1973. Em pé: Miranda, Wendell, Osmar Guarnelli, Brito, Marinho Chagas e Carlos Roberto. Agachados: Zequinha, Marco Aurélio, Fischer, Jairzinho e Dirceu

 

Botafogo em 1973. Em pé: Valtencir, Nilson Andrade, Wendell, Brito, Carbone e Marinho Chagas. Agachados: Zequinha, Carlos Roberto, Fischer, Nílson Dias e Dirceu.

 

Marinho e o jornalista Tertuliano Pinheiro, em abril de 2014, dois meses antes da morte do craque. Foto: Arquivo Pessoal/Tertuliano Pinheiro

 

Estátua em homenagem ao grande Marinho Chagas, no Estádio do Frasqueirão

 

O grande Marinho Chagas em uma de suas últimas fotos, em 2014

 

Convite para a inauguração da estátua de Marinho Chagas no Frasqueirão. O evento aconteceu no dia 28 de junho de 2018

 

Em ação no dia 22 de junho de 1974, contra o Zaire, na Copa da Alemanha, dia em que o Brasil venceu o selecionado africano por 3 a 0. Foto: UOL

 

Seleção brasileira no dia 28 de maio de 1976, na vitória de 2 a 0 sobre os Estados Unidos, dois gols de Gil, pelo Torneio Bicentenário, em Seattle. Em pé: Marinho Chagas, Leão,Miguel, Beto Fuscão, Falcão e Orlando. Agachados: Gil, Zico, Roberto Dinamite, Rivellino e Lula.

 

Árvore de Natal decorando o Espaço Marinho Chagas, em dezembro de 2016

 

Marinho esteve na seleção do Campeonato Brasileiro de 1972 e levou o prêmio Bola de Prata de melhor lateral-esquerdo.

 

Botafogo, em 1975. Da esquerda para a direita, em pé: Zé Carlos, Miranda, Chiquinho, Artur, Marinho Chagas e Ademir Vicente. Agachados: Cremílson, Carlos Roberto, Puruca, Nílson Dias e Dirceu. Foto enviada por Pereira e Ramos

 

Paulo Diniz e Marinho Chagas em 2010, na Praia do Artistas, em Natal-RN. Foto enviada por Mineirinho, que recebeu a imagem de Paulo Diniz

 

Confraternização entre jogadores e artistas na década de 70. Neste time misto, em pé da esquerda para a direita, Arnaud Rodrigues, Nielsen, Rondinelli, Miele, Paulo César Carpegiani e Paulinho da Viola. Agachados: Betinho Cantor, Marinho Chagas, Doval, Mario Sérgio e Mario Gomes

 

Em pé (da esquerda para a direita): Miranda, Brito, Osmar, Marinho Chagas, Cao e Carbone. Agachados: Zequinha, Carlos Roberto, Ferreti, Jairzinho e Dirceu. Foto: Reprodução

 

Muito estilo na seleção da Bola de Preta de 1972. Da esquerda para a direita, em pé: Aranha (Remo), Marinho Chagas (Botafogo), Figueroa (Internacional), Beto Bacamarte (Grêmio), Leão (Palmeiras) e Piazza (Cruzeiro). Agachados: Osni (Vitória), Alberi (ABC), Zé Roberto (Coritiba), Ademir da Guia (Palmeiras) e Paulo César Caju (Flamengo). Foto: Rodolfo Rodrigues

 

Marinho com a camisa da seleção, veja a expressão de espanto do adversário. Foto: reprodução

 

Marinho Chagas, o "Bruxa". Texto de Dagomir Marquezi, da edição de dezembro de 2014 da revista Placar. Imagem: Reprodução

 

Confira o folheto de cordel de Marciano Medeiros, sobre Marinho Chagas

 

Grandes craques! Marinho Chagas e Zico se cumprimentam durante um Botafogo x Flamengo

 

Milton Neves e Alex Medeiros avisaram o Brasil sobre as condições de saúde e psicológicas de Marinho Chagas, que eram péssimas. E o registro do encontro de três craques em suas áreas na capital potiguar, Marinho, gênio da bola, João Ubaldo Ribeiro, mestre da pena e Milton Neves, o maior nome do rádio esportivo, em fevereiro de 2011.

 

Seleção Brasileira de 1976: em pé, da esquerda para a direita: Waldir Peres, Chicão, Nelinho, Miguel, Amaral e Marinho. Agachados, da esquerda para a direita: Flecha, Geraldo, Palhinha, Rivelino e Lula.

 

Roberto de Souza e Silva e Marinho Chagas. Foto: arquivo pessoal de Roberto de Souza

 

Danilo, Reinaldo, Marinho e Piaba no estádio Frasqueirão do ABC F.C

 

Marinho Chagas e o jornalista Alex Medeiros. Foto: Arquivo pessoal de Alex Medeiros

 

Marinho posa com a camisa que usou na Copa de 1974. Foto enviada por Sebastião Gomes de lima

 

Marinho e Sebastião Gomes de Lima

 

Marinho Chagas segura a camisa que usou na Copa de 1974 ao lado do amigo Sebastião Gomes de lima

 

Com o amigo Sebastião Gomes de lima

 

Descansando em sua casa, em Natal-RN. Foto enviada por Sebastião Gomes de lima

 

Foto recebida em 02 de fevereiro de 2014, veja a triste realidade de um dos maiores laterais da história do futebol brasileiro, Marinho Chagas.

 

Da esquerda para a direita: Salomão, Marinho Chagas, Ivan Brondi, Toninho Feitosa e Kuki

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves