PUBLICIDADE
Topo

Morre, aos 99 anos, Laudo Natel, aquele que não doou o terreno do Morumbi

Milton Neves

18/05/2020 12h33

1973: Flávio Iazetti, Laudo Natel, Mauro Pinheiro (de lado) e Araken Patuska (atrás de Mauro Pinheiro)

Mais uma notícia triste neste período tão angustiante para a sociedade brasileira e mundial.

Morreu na manhã desta segunda-feira (18), aos 99 anos, Laudo Natel, ex-governador de São Paulo e maior são-paulino de todos.

Ele, como presidente do Tricolor, foi um dos grandes responsáveis pela construção do estádio do Morumbi, que mudou o patamar do clube no futebol brasileiro.

Mas engana-se quem pensa e repete por aí que o São Paulo conseguiu o terreno de seu estádio por doação do então governador paulista nascido na cidade de São Manuel-SP (até porque Laudo Natel assumiu pela primeira vez como governador em 1966, enquanto o Morumbi foi inaugurado em 1960).

Foi uma doação particular por parte da Imobiliária Aricanduva, presidida por João Jorge Saad, corintiano, que estava investindo na região onde fica o Grupo Bandeirantes, até então uma área praticamente rural.

Portanto, corintianos, palmeirenses e santistas, esqueçam essa mentirosa história envolvendo Laudo Natel.

E nos lembremos dele apenas pelos grandes avanços que ele proporcionou ao São Paulo Futebol Clube!

Abaixo, veja muitas fotos do querido Laudo Natel:

Milton Neves contou a Laudo Natel a história do estádio do Morumbi, na livraria Fnac,e m 24 de janeiro de 2014. Crédito da foto: Terceiro Tempo

Milton Neves, Laudo Natel e Mário Marinho, na livraria Fnac em 24 de janeiro de 2014

Laudo Natel compareceu ao lançamento do livro "Milton Neves conta nossos mundiais" em 24 de janeiro de 2014. Crédito da Foto: Terceiro Tempo

Em 1975 e em 2014

Laudo Natel (na esquerda) ao lado de Tobias Ferreira e Akira Kawasaki. Foto: Jornal da Cidade Bauru

Vejam o grande homem da comunicação J. Háwilla em foto com a latinha na mão. Entrevista aqui o saudoso Oswaldo Teixeira Duarte, ex-presidente da Portuguesa, em dia de festa no Canindé por conta da reinauguração do estádio. Ao lado de Duarte está o então governador de São Paulo e homem ligado ao São Paulo Laudo Natel

O ex-presidente do São Paulo e ex-governador do Estado de São Paulo Laudo Natel (segundo da direita para a esquerda) encostado no alambrado. Natel é um dos maiores homens da história do clube, responsável direto pela construção do estádio do Morumbi

O belíssimo Centro de Formação de Atletas construído em Cotia recebeu o nome de Laudo Natel. Na foto, aqui aparece à esquerda ao lado do também ex-presidente Marcelo Portugal Gouvêa, já falecido. Fonte: São Paulo Futebol Clube

Laudo Natel e sua bonita família, em 1955

Laudo Natel é o terceiro da esquerda para a direita. Depois estão Arapuã, Benedito Ruy Barbosa e a mulher do jornalista

Walter Lacerda e Laudo Natel: o ex-governador e ex-presidente do São Paulo sempre confiou no jornalista

Reunião do Conselho do São Paulo mostra Benedito Ruy Barbosa (esq) seguido por Laudo Natel (ao microfone) e Manoel Raymundo Paes de Almeida

Empresário Samuel Ratinoff, Vicente Feola, Laudo Natel, Orlando Duarte e o diretor do São Paulo FC, Mario Naddeo. Era o Tricolor do Morumbi em excursão

O então governador Laudo Natel e Peirão de Castro, na TV Gazeta

Henri Aidar, à esquerda, Laudo Natel, à direita, e José Douglas Dallora (ao fundo) homenageiam o jovem atleta

Laudo Natel e Mário Trigo

À esquerda, na foto, o saudoso jornalista Murillo Antunes Alves. Laudo Natel (em pé) em mais um momento normal de sua vida: presidindo uma solenidade. A foto foi feita pelo ótimo e saudoso Sarkis.

Tricolor do Campeonato Paulista de 1996. Em pé, da esquerda para a direita: Moracy Sant´tanna (preparador físico, em parte), Sérgio Rocha (preparador físico), pessoa não identificada, Edmílson, Bordon, Serginho, Axel, Zetti e Rojas (treinador de goleiros): Agachados: Válber, Müller, Denilson, Adriano, Belletti, Valdir e o ex-governador e presidente tricolor, Laudo Natel. Foto: Enciclopédia Tricolor

Jornalista Walter Lacerda, Pelé e Laudo Natel (de costas). Foto enviada por Leandro Costa

Torcedor são-paulino entre dois ex-presidentes tricolores: Fernando Casal de Rey (à esquerda) e Laudo Natel, que também foi governador de São Paulo

O grande centroavante Arthur Friedenreich recebendo um troféu do diretor do São Paulo Futebol Clube, o Dr. Caetano Estelita Pernet. Atrás, à sua esquerda, vê-se apenas o rosto do ex-jogador corintiano Armando Del Debbio, campeão paulista de 1922 (ano do Centenário da Independência do Brasil) integrante do famoso trio final do Alvi-Negro: Tuffy, Grané e Del Debbio. Na foto também estão o então reporter de campo Elpidio Reali Jr. segurando seu microfone de campo, o presidente tricolor Laudo Natel, bem como o também repórter de campo Ethel Rodrigues, penúltimo à direita. Foto enviada pelo querido Sylvio Freitas

Festa do 32º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1973. Ary Silva, Mauro Pinheiro, Laudo Natel e Flávio Iazetti

Festa do 32º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1973. Otávio Muniz, Márcio Papa, Laudo Natel, Vitor Carparelli e Geraldo José de Almeida

Laudo Natel à esquerda abraça o amigo José Bizarro Danave (ex-presidente da Portuguesa), em 1965. Foto: Arquivo ACCESP

Em 1965, em festa da Aceesp

Festa do 32º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1973. Não identificado, Flávio Iazetti, Laudo Natel, Araken Patuska, Mauro Pinheiro e Arthur Vogel

Uma obra repleta de fotos, histórias e curiosidades sobre a vida do ex-governador do Estado de São Paulo. O livro é do escritor Ricardo Viveiros

Da esquerda para a direita: Emílio Colella é o primeiro, o segundo é Laudo Natel, o terceiro é o diretor Dias (da Portuguesa) e Álvaro Paes Leme aparece em quarto, seguido pelo jovem Álvaro José. No canto direito da foto está Henri Aidar, de bigode

Wadih Helu, Emílio Colella, Laudo Natel, jornalista não identificado, Armando Ferrenttini, Marcelo Castro Leite, diretor Dias (da Portuguesa) e Ary Silva (ao fundo). Foto: Arquivo ACCESP

Da esquerda para a direita: Lucas Neto, Emílio Colella, Laudo Natel e José Ermírio de Moraes

Festa do 34º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1975. Laudo Natel é o segundo e Henri Aidar é o último

Festa do 34º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1975. Milton Camargo é o primeiro, Américo Egídio Pereira é o terceiro e a sua direita Laudo Natel, José Ferreira Pinto e Henri Aidar

Festa do 34º aniversário da Aceesp, em dezembro de 1975. Américo Egídio Pereira, Laudo Natel, José Ferreira Pinto, Paulo Machado de Carvalho, Henri Aidar e José Ermírio de Moraes

Festa do 1º Congresso Nacional de Jornalistas Esportivos em 1974. Mauro Pinheiro (segurando o charuto), Flávio Iazetti, Henri Aidar e Laudo Natel, todos ao centro

Festa do 1º Congresso Nacional de Jornalistas Esportivos em 1974. Mauro Pinheiro, Henri Aidar e Laudo Natel estão ao centro

Flávio Iazetti, Carlos Aymard, Flávio Adauto, Laudo Natel e Ávila Machado (sem costeletas) com sua esposa. Foto arquivo ACEESP

Jerônimo Gomes (dono do restaurante Alfama dos Marinheiros), Laudo Natel (é o quinto) e Darcy Reis. Foto arquivo ACEESP

Jerônimo Gomes (dono do restaurante Alfama dos Marinheiros), Carlos Aymard, Jordão Bruno Saccomani (ex-presidente do Palmeiras) Laudo Natel e Vicente Matheus (ex-presidente do Corinthians). Foto arquivo ACEESP

Waldo Braga, Lucas Neto, Laudo Natel, José Astolfhi (ao fundo arrumando a gravata) e Carlos Aymard. Foto arquivo ACEESP

Grande Laudo Natel, em foto mais recente

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A TRAJETÓRIA DE LAUDO NATEL NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves