PUBLICIDADE
Topo

Nem Ademir da Guia, nem Rivaldo: veja o jogador brasileiro mais subestimado

Milton Neves

20/03/2020 04h00

No vídeo acima, falo sobre o jogador brasileiro mais subestimado de todos os tempos a partir do minuto 1:45

Ah, pessoal, e no vídeo acima, editado pelo competente time do UOL Esporte, falo também sobre os cinco maiores times que vi, os cinco maiores goleiros, elejo o jogador mais superestimado, conto o jogo que mais me irritou, revelo a discussão mais tensa que tive ao vivo, a personalidade do esporte com quem eu gostaria de "tomar umas" e momentos do esporte que eu gostaria de ter acompanhado in loco. Imperdível!

Meus amigos, vocês sabem o motivo de o ovo da galinha ser o mais vendido do mundo?

E isso mesmo com muita gente por aí dizendo que existem ovos mais gostosos do que o da simpática ave de voos curtos?

Muito simples: a galinha, sempre que bota seu ovo, grita, grita e grita incansavelmente!

Pronto, todo mundo sabe que ali tem um ovinho bem fresquinho.

E eu sempre dou esse exemplo da galinha quando converso sobre carreira com a meninada de todas as áreas profissionais possíveis.

E sabem quem "botou o melhor ovo do mundo" mas esqueceu de berrar como as galinhas?

Ademir da Guia, o Divino.

Sim, minha gente, o genial Ademir do Palmeiras jogou muito mais que o holandês Cruyff, mas esqueceu de avisar ao mundo.

Rivaldo, o "Gênio Calado", é outro bom exemplo.

Um craque, grande responsável pelo penta, mas com um marketing pessoal fraquinho.

Mas, mesmo assim, Ademir e Rivaldo ainda são merecidamente bem lembrados por todos quando falamos dos melhores jogadores brasileiros de todos os tempos.

Agora, um gênio que jogou MUITA BOLA, mas MUITA BOLA MESMO, mas que pouca gente lembra quando cita os maiores jogadores brasileiros de todos os tempos é… Giovanni Silva de Oliveira!

Giovanni chegou a ser titular do Brasil na estreia da Copa de 1998, na França, diante da Escócia, mas acabou sacado por Zagallo

Sim, o meia clássico, habilidoso, técnico e com uma visão de jogo rara é, na minha visão, o jogador mais subestimado do nosso futebol.

O Messias comeu a bola no título moral do Santos no Brasileirão de 1995; com precisas assistências, consagrou Ronaldo Fenômeno no Barcelona; merecia a titularidade na Copa de 1998, mas Zagallo não soube encaixá-lo no time; é considerado por muitos um dos maiores nomes da história do Campeonato Grego, já que ganhou cinco edições com o Olympiakos; entre tantos e tantos outros feitos.

E, mesmo com tudo isso, recebe pouco reconhecimento até mesmo da mídia especializada aqui do Brasil.

E pensar que, no começo de carreira, ninguém dava um tostão furado para ele…

Sim, antes de fechar com o Peixe, Giovanni realizou um período de testes no Palmeiras, mas acabou esquecido pelos cartolas alviverdes em um hotel na Av. Brigadeiros Luiz Antônio.

Sorte do Santos!

E, para que não fique apenas na minha palavra, eu peço que você, amigo internauta, assista ao vídeo abaixo e veja com seus próprios olhos que Giovanni merece, sim, um lugar no ranking dos melhores jogadores brasileiros de todos os tempos.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A HISTÓRIA DE GIOVANNI NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

OPINE!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves