PUBLICIDADE
Topo

Nunca desperdice o talento que Deus te deu, como fez R10!

Milton Neves

11/03/2020 04h00

Na vida tem pessoas que nascem sem talento e, por mais que lutem, sobem poucos degraus em suas profissões.

Exceção feita aos igrejeiros, traficantes de influência ou puxasaquistas juramentados e insaciáveis.

Gente que, dependendo de sua atividade, é o tipo de paraquedista que até terceiriza informação por falta de cultura ou conhecimento da matéria.

E podem anotar.

Se um dia aparecer um texto meu tipo Ruy Castro ou José Nêumanne Pinto é porque foi copiado.

Ou falso se o tema envolver psicologia, medicina, música, filosofia, aquecimento solar ou epidemias tipo Coronavírus.

"Malemá" entendo de futebol, jornal, internet e de televisão.

No rádio, bato nos 98,27%.

Mas, e daí?

Daí que as pessoas nascem dotadas por Deus para uma atividade específica em "sorteio" que Ele pratica lá de cima todo dia e "despeja" céu abaixo.

Caso contrário, todos os habitantes da terra teriam a mesma profissão e aí acabava o mundo, sei lá.

Pois não é que o Ronaldinho Gaúcho foi abençoado, sorteado exatamente por Deus para jogar futebol?

Gente, e que jogador!

Craque, gênio, bruxo ou mágico, você pode escolher e definí-lo.

Mas eu fico também com bobinho, aéreo, tontinho, mané, pouca-prática, "carça branca" (novato na polícia) ou rei da cabacice, gíria mineira que classifica o inexperiente que cai em qualquer uma.

E há com o Gauchinho outra unanimidade: ninguém teve, tem ou terá mais habilidade do que ele para se jogar futebol.

Pena que tenha desperdiçado tanto tempo e oportunidades, o que o impediu de ser o segundo do mundo.

Mas não só ele, não.

Tenho até uma tabela de gênios e seus percentuais de aproveitamento desproporcional ou não ao talento em doação divina.

Ademir da Guia aproveitou 78,27% de sua capacidade e jogou mais do que Cruyff, mas esqueceu de avisar.

Maradona: só 49,77%.

Messi: 100%.

Adriano: 28,01%.

Garrincha: 29,99%.

Marinho Chagas: 35,21%.

Cruyff: apenas 59,97% porque perdeu para o cigarro.

Roberto Dias: 41,71%.

Ronaldo Fenômeno: 91,16%.

Romário: só 48,36% porque não ficou mais dez anos no Barcelona.

Cristiano Ronaldo: 96,21%.

Rivellino: 81,92%.

Neto: 19,32%.

Denilson: 41,43%.

Zico: só 83,12% devido ao coice do Márcio Nunes.

Tostão: só 79,99% por culpa da bolada involuntária de Ditão em seu olho esquerdo.

E Pelé: 100%!

Minha gente, vamos utilizar o talento em 100% em qualquer atividade e nada de desperdiçar a colher de chá de Deus.

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves