PUBLICIDADE
Topo

Filho de Walter Abrahão compra TV de Lulinha

Milton Neves

21/02/2020 15h24

O logo da Walter Abrahão TV

Escrevo de Upper East Side, Nova York.

Sabiam que a "famosa" TV Play de Lulinha agora é a TV Walter Abrahão, o saudoso e icônico narrador da TV Tupi?

Os canais da TV Walter Abrahão em cada operadora

Como quase todo mundo, eu não sabia.

E soube por uma "coincidência geográfica".

Dois dias antes de vir aqui para Nova York, tive o prazer de conhecer Walter Abrahão Filho, o Valtinho, primogênito do célebre locutor do "OxO" (ocho) e do "Ele" (Pelé).

Foi no Rancho 53 da Castello Branco.

Eu com minha família e ele com o menino "Walter Abrahão III".

Walter Abrahão III e Valtinho: neto e filho de Walter Abrahão, respectivamente

E ele me contou da sua nova "TV Walter Abrahão", ex-TV Play, tão comentada – e mal.

Até pediu "para esperar", mas "contou para mim eu conto mesmo".

Até porque é uma notícia "alvissareira" que pode alavancar empregos e que faz grande homenagem a uma das figuras mais importantes da história da TV esportiva do Brasil.

E Valtinho me contou mais, com detalhes, da grande e maior decepção de seu pai quando figura especialista em lobby quase puxou o tapete do então sólido Diretor de Esportes da TV Tupi tempos antes do "falecimento" da primeira TV do Brasil, obra de Assis Chateaubriand.

Mas o lobista não apenas sequer obteve êxito em derrubar Walter Abrahão como também teve suas pernas "arrancadas" e puxadas da mesa do então Diretor de Esportes da emissora nos "Altos do Sumaré".

É que a figura havia se apoderado da sala de Walter Abrahão, colocando os pés em cima da mesa e anunciando a Geraldo Bretas, José Goes, Sérgio Baklanos, Gerdy Gomes e outros que "a comunicação oficial de minha nomeação chegará mais tarde".

Foi o que bastou para o também saudoso Ely Coimbra puxar as pernas do intruso, com a equipe enxotando o antiético do "aquário" do Departamento de Esportes da TV Tupi.

E Valtinho disse mais: "E você acredita que tempos depois, em um estúdio esportivo, eu estava ao lado de meu pai e o mesmo puxador de tapete, hipócrita, abraçou o velho chamando-o de 'Grande Walter Abrahão'? Meu pai ficou enojado, eu também, mas, sempre educado, o velho aceitou o 'abraço de Judas'", completou.

E Walter Abrahão morreu também decepcionado com Pedro Luiz Paoliello.

É que, em 1963, quando do segundo jogo da decisão do verdadeiro Mundial de Clubes, entre Santos 4 x 2 Milan, no Maracanã, o titular da Rádio Tupi, poderoso, tirou o som de Walter Abrahão da transmissão e colocou sua própria narração, tanto na rádio quanto na TV Tupi.

Mas são águas passadas.

O importante é que realmente seja perpetuada a marca "Walter Abrahão" em um prefixo que agora realmente merece fazer sucesso.

Ave, Walter Abrahão.

CLIQUE AQUI E CONHEÇA A HISTÓRIA DE WALTER ABRAHÃO NA SEÇÃO "QUE FIM LEVOU?"

A carteirinha da ACEESP do histórico Walter Abrahão

 

Wenceslau Mariani, o Lau, corta o cabelo de Geraldo Bretas durante o Clube dos Artistas, da Tupi. Na imagem, também estão o saudoso Airton Rodrigues, Walter Abrahão e Lolita Rodrigues

 

Festa do 34º aniversário da Aceesp em dezembro de 1975. José Goes, Walter Abrahão e Braga Júnior

 

Em 24 de agosto de 2010, minutos antes de entrarem para gravar o SP Esporte da TV Assembléia, Walter Abrahão e Milton Neves relembraram ótimas histórias do futebol. Foto: Marcos Júnior/Portal TT

 

Walter Abrahão, à esquerda, e Paulo Machado de Carvalho, à direita, juntos, em 17 de dezembro de 1970

 

Da esquerda para a direita temos Luiz Noriega, Orlando Duarte, Manoel Cristino, Walter Abrahão e o ex-presidente do Corinthians Vicente Matheus. Reparem também que já naquele tempo a propaganda estava inserida no contexto das mesas redondas esportivas

 

Em 1962, durante a Copa do Chile, Walter Abrahão, Luiz Noriega, Milton Camargo (de boné) e Haroldo Fernandes (de cabelo escovinha) entrevistaram o célebre Di Stéfano, que não disputou o Mundial por causa de uma lesão

 

Grandes jornalistas que fizeram história na crônica brasileira reunidos com Vicente Feola. Em sentido horário temos Manoel Cristino, Walter Abrahão, Waldemar Marchetti, Antonio Guzman, Edson França, então na "A Gazeta Esportiva", e Vicente Feola

 

Da esquerda para a direita, nos estúdios da saudosa TV Tupi: Gerdi Gomes, José Goes e Walter Abrahão

 

Da esquerda pra direita, no dia oito de junho de 1958: Ávila Machado, Kaled Cury e Walter Abrahão, das inesquecíveis Rádio e TV Tupi

 

Milton Camargo, Pedro luiz e Walter Abrahão: faziam parte da inesquecível equipe 1040 da Rádio Tupi

 

Walter Abrahão (centro), recebendo o Troféu Imprensa do jornalista Arlindo Silva (esquerda), acompanhado pelo excelente Silvio Santos

 

Nos anos 70 e em 24 de agosto de 2010

 

 

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves