PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Minha última coluna no Agora!

Milton Neves

14/02/2020 16h58

Fotos: Regina Agrella 28.fev.2000/Folhapress

Na verdade, nunca foi "coluna", mas uma página inteira.

E por 25 anos aos domingos!

Se não inédito, claro, mas algo muito raro na mídia impressa.

Foram cinco anos de "Página Terceiro Tempo" no saudoso "Diário Popular" e exatas 20 "temporadas" neste Agora, que vi crescer, ainda garotinho.

Nada mal para quem nasceu na "Maternidade São Sebastião do Microfone" há 52 anos na modesta Rádio Continental de Muzambinho-MG.

A contratação foi épica e festejada em badalada boate da av. Nove de Julho, conforme se vê nas fotos distribuídas neste post.

Milton ao lado de Lenice, sua esposa, e de Fábio, Netto e Rafael, seus filhos

Uma "aquisição" pelas mãos do então diretor do Agora, Adriano Araújo, filho do célebre narrador Flávio Araújo, do Scratch da Rádio Bandeirantes.

Adriano foi meu mentor, como Arnaldo Branco, do "Diário Popular".

E o encerramento do enorme ciclo de 20 anos deu-se pela não renovação de meu contrato jornalístico-publicitário, vencido neste fevereiro de 2020.

Lamento pelos meus milhares de leitores saudosistas e pelos jogadores de ontem, minha paixão maior, as estrelas que luto para que nunca se apaguem.

Mas deles sigo revivendo em meus múltiplos espaços de mídia eletrônica.

Ninguém gosta de "jogador véio" mais do que eu.

É que centenas deles nortearam minha surpreendente, improvável, "zebrística" e espetacular carreira como jornalista esportivo e publicitário.

Não "sessem" eles, netamente e denilsamente falando, seria hoje um feliz aposentado do Banco do Brasil ou da Petrobrás ou então um frustrado e péssimo dentista.

É que tomei bomba em quatro concursos e em dois vestibulares!

Mas eu ia insistir.

E nos meus concursos em Paulínia-SP, Campinas-SP, Curitiba-PR, Belo Horizonte-MG e Guaxupé-MG, tentei ser aprovado ao lado de tantos muzambinhenses "sem rumo".

Um deles, Luis Carlos Massa, colega de classe no ginásio e colégio, de peladas no campinho da "Praça de Esportes" de minha terra, hoje aposentado do Banco do Brasil.

Justamente o Massa, tio do editor deste Agora, o gentil Fábio Massa Haddad, que não conheço pessoalmente.

É que em 20 anos de Agora só fui à redação… duas vezes!!!

Pode?

Êta, "funcionário fantasma" (risos).

E o Fábio, filho de uma… muzambinhense!!!

Ah, essa cidadezinha danada que "está em todas".

Ela, filha do "Seo Massa do Bar" e irmã do Marcelo, do Luis Carlos, da saudosa Lucilinha, do "Vartinho do Seo Títio do Colégio" e da Adriana, esposa do Ike, "'fiu' do Pedro do Banco".

Não é pequeno esse mundão da vida?

Mas, é isso aí, bola para frente e que o Agora São Paulo siga sendo o melhor jornal futebolístico do Brasil.

E no domingo já não teremos aqui a "Terceiro Tempo".

Estarei em Nova York, em mini-férias.

Sucesso e obrigado, moçada!


E, no dia de minha despedida, republico parte de minha primeira "Terceiro Tempo" no Agora São Paulo, em 20 de fevereiro de 2000:

Corintianos – Alberto Dualib, então presidente do Timão, e a nossa "rainha" Hortência também marcaram presença

Felipão, que logo assumiria a seleção com um "empurrãozinho" de Milton Neves, participou do evento

Clodoaldo e Nelsinho estiveram na boate Lounge, na av. Nove de Julho

Cléo Brandão, Felipão e Eduardo José Farah prestigiaram o evento

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.