PUBLICIDADE
Topo

Após Renato Gaúcho, Luxa será o próximo 'perseguido' a calar seus críticos

Milton Neves

26/01/2020 04h00

Fotos: Lucas Uebel/Grêmio e Cesar Greco/Palmeiras

"Ah, mas em vez de ir para a Europa se atualizar ele fica jogando futevôlei na praia…".

"Ele é puro folclore. Só sabe motivar os jogadores e nada mais".

"Ele tinha que ser menos fanfarrão e pensar mais em estudar as novas ideias sobre o futebol".

Cansamos de ouvir comentários deste tipo sobre Renato Gaúcho até setembro de 2016, quando o Grêmio confirmou o retorno de seu ídolo.

De incógnita e perseguido pela mídia especializada, Portaluppi se tornou o grande nome dentre os técnico brasileiros em 2017, quando recuperou jogadores que, assim como ele, andavam desacreditados, e levou o Grêmio ao seu terceiro título da Libertadores da América.

O grande erro dele naquele ano foi ter poupado demais no Brasileirão.

O ótimo Tricolor Gaúcho tinha tudo para desbancar o mediano Corinthians na disputa pela taça nacional.

Mas tudo bem…

Depois disso, Renato Gaúcho se tornou grande nome até para assumir a seleção brasileira no lugar do sempre atualizado Tite, vejam só.

E estou sentindo que algo semelhante acontecerá agora com Vanderlei Luxemburgo.

Nos últimos tempos, o vitorioso treinador chegou até a virar motivo de piada entre alguns cronistas esportivos.

Mas, no ano passado, teve a sua primeira grande oportunidade de mostrar que não é e que nunca será ex-técnico em atividade.

Fez com o modesto time do Vasco um honroso Campeonato Brasileiro, tirando o Cruzmaltino da certeza de rebaixamento e levando a equipe carioca para a Sul-Americana.

Trabalho que fez com que o milionário e poderoso Palmeiras apostasse novamente em um dos maiores técnicos de sua história.

Agora, esse casamento entre Luxa e o Verdão, ambos sedentos por títulos, marca a união da fome com a vontade de comer.

Com esse belíssimo time nas mãos, Vanderlei tem tudo para retomar o caminho das glórias.

E, assim como quando dos bons resultados de Renato Gaúcho no Grêmio, boa parte da mídia especializada terá que engolir suas previsões furadas.

Ora, gente, deixemos de perseguir Renatos e Luxemburgos por aí!

E saibam que é sempre um risco desafiar caras vencedores com eles.

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves