PUBLICIDADE
Topo

Resolvendo em campo, Gabigol que namore quem quiser! Gosto de caras assim!

Milton Neves

17/01/2020 04h00

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Leo Dias, meu competente companheiro aqui do UOL, publicou na última quinta-feira (16) em seu blog um post sobre o vazamento de suposta conversa de Gabigol com mais uma namorada (leia aqui).

Como trabalho com esportes, não costumo escrever sobre a vida pessoal dos jogadores.

Mas fiquei um pouco incomodado com a "repercussão esportiva" deste caso, com algumas pessoas apontando esse possível "troca-troca" de namoradas como algo que pudesse atrapalhar o desempenho do atacante do Fla.

"Nossa, mas ele não estava com a irmã do Neymar? Assim perderá a concentração…", li de muita gente por aí.

Ora, gente, e o que que a gente tem a ver com isso?

E o que o seu trabalho como jogador tem a ver com isso?

Ele segue resolvendo – e muito – em campo, principal motivo para que nenhum torcedor julgue o que o artilheiro tem feito ou não em sua vida pessoal.

E, ressaltando que torcedor não tem nada a ver com o que os atletas fazem em suas folgas, vocês já perceberam como no Brasil tivemos muitos "jogadores-namoradores" que, quando a bola rolava, decidiam?

Abaixo, relembro alguns exemplos (clique nos nomes e conheça suas histórias na seção "Que Fim Levou?":

Heleno de Freitas
Talvez o maior "namorador" da história da bola. O mineiro de São João Nepomuceno fazia tanto sucesso com as moças do Rio quanto defendendo a belíssima camisa alvinegra do Botafogo. Uma pena que sua carreira tenha durado menos do que deveria.

Vagner Love
O "Artilheiro do Amor" não tem esse apelido à toa. O pessoal da base do Palmeiras que o diga. E, mesmo assim, Love foi artilheiro por onde passou.

Serginho Chulapa
O maior artilheiro da história do São Paulo era outro que não podia ver um rabo de saia. Foi um grande craque, mas o que atrapalhou mesmo a sua brilhante carreira foi o seu temperamento explosivo.

Neto
Quem assiste ao sempre tão comentado "Os Donos da Bola" conhece algumas maravilhosas histórias de um dos maiores ídolos da história do Timão. Esse Neto…

Beijoca
Um dos grandes nomes da história do futebol baiano também não ganhou esse apelido à toa…

Almir Pernambuquinho
O mais corajoso atacante do futebol do mundo de todos os tempos era chamado de "O Novo Heleno de Freitas". E a comparação era mesmo válida. Tanto no campo quanto nas paqueras.

Paulo Nunes
Dizem as más línguas que, nos tempos de Grêmio, o "Diabo Loiro" tinha 12 namoradas fixas e sete variáveis em Porto Alegre-RS. E como ele marcou gol com a camisa do Tricolor gaúcho…

César Maluco
César era assíduo frequentador da "La Licorne", uma das mais badaladas boates de São Paulo-SP nos anos 70. E, em campo, dificilmente decepcionava.

Ah, e por falar em Gabigol, vejam as incríveis fotos de sua infância que recebi recentemente:

Gabigol, molequinho, em São Bernardo do Campo-SP, com a camisa do Guarani. Foto enviada por Carlos Alberto Carreiras

Veja o motivo de Gabigol, hoje ídolo do Fla, sempre falar com muito carinho sobre o Santos Futebol Clube. Ele sempre foi Peixe!

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves