PUBLICIDADE
Topo

Mundiais de 2000 e de 1951 e Fla-1987: o que 'valeu' e o que 'não valeu'

Milton Neves

15/01/2020 04h00

Não é só o Mundial de 2000, do Corinthians.

Temos, nos currículos de nossos clubes, inúmeros títulos para lá de polêmicos.

Primeiramente, é importante ressaltar que devemos, sim, acatar o que a entidade responsável pelo torneio considera.

Mas, é claro, temos todo o direito de opinar e de contestar essas decisões.

Assim, deixo abaixo alguns dos troféus mais polêmicos da história do futebol brasileiro e se, em minha opinião, valeu ou não valeu.

MUNDIAL DE 2000: NÃO VALEU

A Fifa considera o Timão campeão do mundo em 2000.

Assim, é verdade, ninguém pode tirar o direito do corintiano de dizer por aí que é bi mundial.

Mas, convenhamos, foi um título bem, mas bem esquisito.

Organizado às pressas, sem o Palmeiras – o então campeão da Libertadores -, com final entre dois times do mesmo país, o campeão ainda não tinha conquistado o torneio de seu continente, entre tantos e tantos pontos contraditórios.

Portanto, exercendo o meu direito de opinar e de contestar, digo que não valeu.

MUNDIAL DE 1951: VALEU (MAS NEM TANTO)

Como sofre o palmeirense com essa história de Mundial, hein?

São piadinhas até que engraçadas, mas que já se tornaram para lá de cansativas.

O grande problema deste título do Palmeiras, em 1951, é que a própria Fifa não se decide se valeu ou não.

Aí, por mais que em campo o Alviverde tenha derrotado os melhores times daquela época, fica difícil defender e apoiar em 100%.

Ou seja, para mim, valeu, mas nem tanto…

TETRA DO FLA EM 1987: NÃO VALEU

Neste caso, até o STF já decretou: não valeu.

Só valeu, mesmo, o primeiro título brasileiro do Sport, único campeão de 1987.

E ponto final!

TÍTULOS BRASILEIROS ANTES DE 1971: VALERAM

Neste caso, dois pontos cruciais.

O primeiro é que a própria CBF reconheceu.

O segundo é que já imaginaram dizer para algum "gringo" que o Pelé jamais ganhou um Campeonato Brasileiro?

Ou seja, o Palmeiras é deca, o Santos é octa, o Cruzeiro é tetra, o Flu é tetra, o Botafogo é bi e o Bahia também.

Neste caso, com muito pouco a se contestar.

Certo?

Mas e você, amigo internauta, o que pensa sobre esses polêmicos títulos?

Quais "valeram" e quais "não valeram"?

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Blog do Milton Neves