PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Como você avalia o primeiro ano do VAR no Brasileirão?

Milton Neves

12/11/2019 12h53

Foto: CBF

Com "atraso secular", o VAR fez a sua estreia no Campeonato Brasileiro neste ano.

Mas, claro, o recurso tecnológico definitivamente não encerrou as discussões pós-rodada sobre as decisões da arbitragem.

Pelo contrário, parece até que o debate se intensificou.

Bom, mas no frigir dos ovos, apesar de todas as polêmicas, vejo com bons olhos esta temporada de estreia do árbitro de vídeo em nosso campeonato nacional.

É claro que os "homens de preto" ainda estão em processo de adaptação.

Mas creio que logo eles vão conseguir "pegar a embocadura" do novo instrumento.

No entanto, claro, muita gente é contra o recurso.

Incluindo Arnaldo David Cezar Coelho, um dos maiores nomes dentre os comentaristas de arbitragem do Brasil.

Acompanhe abaixo o que Arnaldo publicou na última segunda-feira (11) em seu Twitter:

"Devem estar 'enVARgonhados' os defensores do 'negócio VAR'. O segundo gol do Inter contra o Flu foi usado o cotovelo antes do gol, cinco minutos revisando e não viram nada", disparou o ex-comentarista da Globo.

Dias antes, o ex-árbitro tinha publicado outras críticas ao VAR em seu Twitter:

"Só os interessados no 'negócio VAR' não aceitam que está tudo errado na sua aplicação. Para e começa tudo de novo. Os iniciais defensores do VAR estão envergonhados pois achavam que acabariam as polêmicas, pelo contrário, elas aumentaram", desabafou.

Bom, mas e você, amigo internauta, o que tem achado da temporada de estreia do VAR no Brasileirão?

Tem sido uma experiência positiva?

Ou você não aprova o recurso?

Opine!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.