PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Blog do Milton Neves

O bom senso precisa prevalecer! O jogo do Corinthians TEM que ser mudado para domingo! Que a PM garanta a segurança dos alvinegros e palmeirenses que estarão pela cidade! Nós não podemos seguir como reféns de "torcedores"!

Milton Neves

03/11/2015 10h22

corinthians x atletico

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

A "maravilhosa" disputa por "pontozzz morridozzz" tem diversas falhas, é verdade.

Além das que já estamos carecas de saber – como a falta de emoção e a tirada de pé em jogos decisivos para atrapalhar rivais -, apareceu nesta reta final de Brasileirão mais um motivo para rezarmos pela volta do mata-mata.

Afinal, o Corinthians pode ser campeão no próximo final de semana sem estar em campo!

Caso o Timão passe pelo Coritiba no sábado e o Atlético-MG não vença o Figueirense no domingo, o Brasileirão estará matematicamente decidido.

Que emocionante, não é mesmo?

E é aí que o bom senso precisa prevalecer para que isso não ocorra.

O jogo da equipe de Tite TEM que ser mudado para domingo, 17h, mesmo horário de Figueirense x Atlético-MG.

O principal empecilho para que isso não ocorra é que neste mesmo horário, em São Paulo, terá o confronto entre Palmeiras e Vasco.

A Polícia Militar da capital paulista teme que os rivais alvinegros e alviverdes acabem se encontrando pelas ruas ou no metrô.

Mas, espera lá, o lindo Allianz Parque fica nada menos que a 26 quilômetros de distância do Itaquerão!

Isso é mais do que suficiente para que a PM paulista garanta a segurança de todos.

Afinal, até quando seremos reféns de "torcedores", hein?

A "decisão" do Brasileiro tem que ser mudada para domingo e ponto final!

Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.