Topo
Blog do Milton Neves

Blog do Milton Neves

O São Paulo também já caiu?

Milton Neves

2006-12-20T07:11:56

06/12/2007 11h56

Por Rogério Micheletti*

O torcedor do Corinthians sempre bateu no peito por nunca ver seu time rebaixado em qualquer tipo de competição. E quem acha que a participação do alvinegro na Taça de Prata de 1982 acontecera porque o time corintiano havia sido rebaixado no Brasileirão um ano antes, engana-se. O Corinthians participou daquela competição (uma espécie de Segundona, sim) porque não conseguiu uma boa classificação no estadual do ano anterior. Não porque ele fora rebaixado no nacional em 1981.

O Corinthians bateu na trave da segunda divisão algumas vezes, no Paulista (principalmente em 2004) e no Brasileirão (em 1997). E agora o gol contra foi confirmado. A paixão da Fiel está na Série B. Um vexame histórico, sem dúvida. Mas que de forma alguma representa o fim do mundo para o time mais popular do estado de São Paulo.

Afinal, agora o Corinthians se junta definitivamente aos seus maiores rivais: São Paulo e Palmeiras, dois times que já sentiram o gosto amargo da terrível queda. O Palmeiras foi rebaixado no Brasileirão em 2002, todos se lembram. E… sim, o São Paulo caiu. E foi em 1990, no Campeonato Paulista. Mesmo com Raí e companhia, o time do Morumbi foi um fiasco total no estadual e caiu. Mas devido a uma fórmula mal elaborada (não vou chegar ao ponto de falar "manipulada" ou "manobrada", como alguns anti-tricolores gritam por aí), o Tricolor conseguiu ter o direito de disputar o título paulista de 1991 (veja abaixo o artigo 50 daquele regulamento). Uma injustiça, em minha opinião.

Afinal, enquanto Palmeiras, Santos, Corinthians, Guarani e Portuguesa se matavam para chegar na fase final, o São Paulo, já comandado pelo Mestre Telê, "treinava" contra inexpressivos times como a Catanduvense (também conhecida como "Catanduperde"), Olimpia e Sãocarlense para ter o "direito" de disputar a final do Paulistão.

A verdade é que o São Paulo, de fato, disputou uma espécie de Segundona do Paulistão de 1991 (mascarada pelo nome Grupo II) e qualquer são-paulino com bom senso reconhece isso. Mas por causa de um regulamento absurdo (assim como tantas coisas que acontecem neste país) teve o direito de disputar o título estadual. Para quem não entendeu, faço uma comparação. Seria a mesma coisa que o Corinthians (rebaixado em 2007) ter a chance de ser pentacampeão brasileiro em 2008. Algo inacreditável, inexplicável!!!

Mas o São Paulo é um exemplo a ser seguido. Não por ter conquistado o Paulistão um ano depois de ser "rebaixado", mas sim por ter se organizado e montado um time realmente de primeira após o fracasso no estadual de 90. O São Paulo não entrou em desespero, fez um bom planejamento (mesmo com a gestão polêmica de Mesquita Pimenta) e deu a volta por cima. Voltou a ocupar o lugar que é seu. Conquistou o Brasileirão de 1991, o bi da Libertadores e o bi do Mundial do Japão. E por isso hoje muitos são-paulinos "nem se lembram" do vexame no Paulistão de 90, mas falam para todo mundo ouvir sobre as taças de 92 e 93.

O colunista recebeu de Kalef João Francisco, competente diretor do São Paulo à época (foi ele quem ajudou a montar os times de 92 e 93), pequena parte do regulamento do Paulistão. O inusitado artigo 50, como é assim descrito (confira abaixo), é a defesa do ex-cartola são-paulino para justificar a participação do Tricolor no Paulistão de 91.

*Rogério Micheletti é jornalista e um dos editores esportivos do site www.miltonneves.com.br e da TV Record.

Adendo do Blog: O ativo blogonauta Marcos gentilmente garimpou reportagem da Folha de S.Paulo de 21 de junho de 1990 que manchetou o rebaixamento do São Paulo à Segundona do estadual. Veja aqui a matéria.

AINDA SOBRE A POLÊMICA: a pedido de alguns blogonautas são-paulinos, e conforme enviado por eles, publico aqui trecho do Parágrafo 2° do referido regulamento do Campeonato Paulista de 1990: "No campeonato da primeira divisão de futebol profissional de 1990, não haverá descenso à divisão especial de futebol profissional. Mas a partir de 1991, ou a cada ano haverá o descenso de uma associação da Primeira Divisão de Futebol Profissional e o acesso de uma associação da Divisão Especial de Futebol Profissional".

Enfim, o São Paulo caiu ou não? Como será que está escrito o regulamento do Campeonato de 1991? Será que as regras de 1990 não foram rasgadas no ano seguinte, considerando o grupo do São Paulo como Segundona? Opine!

Sobre o autor

Milton Neves é jornalista profissional diplomado, publicitário, empresário, apresentador esportivo de rádio e TV, pioneiro em site esportivo no Brasil, 1º âncora esportivo de mídia eletrônica do país, palestrante gratuito de Faculdades e Universidades, escrivão de polícia aposentado em classe especial, pecuarista, cafeicultor e é empresário também no ramo imobiliário.

Mais Blog do Milton Neves